• Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Black Vimeo Icon
  • FHG_3473-2-1

© 2020 BY FELIPE HENRIQUE GAVIOLI

O Velho Francisco

October 11, 2010

 Poderia ser um ensaio literário, mas é letra de uma das belas canções de Chico. Na vertente que particularmente mais me impressiona e me toca do trabalho do genial compositor, quando ele é cronista das relações humanas à partir de um personagem central que se abre ao mundo em desopressão. 

 

Interessante observar para quem leu "Leite Derramado", essa letra, aí sim me parece uma espécie de ensaio dessa obra posterior, pois segue linha narrativa e temática bem próxima. E como muitas composições de Chico, é possível lê-las prazerosamente sem necessariamente ter aos ouvidos o acompanhamento musical.

 

Segundo declarações do próprio Chico, em seu site, "O velho Francisco nasceu de um sonho com uma preta velha que contava uma história num fundo de cozinha e pedia com a voz cava e arrastada: "Fecha a porta! Fecha a porta!". A preta velha sumiu no processo, mas o clima do sonho marcou a canção."

 

O Velho Francisco
(Chico Buarque)

Ano de composição: 1987

Gravação recomendada: Mônica Salmaso, álbum "Noites de Gala, samba na rua"

 

Já gozei de boa vida

Tinha até meu bangalô

Cobertor, comida

Roupa lavada

Vida veio e me levou

 

Fui eu mesmo alforriado

Pela mão do Imperador

Tive terra, arado

Cavalo e brida

Vida veio e me levou

 

Hoje é dia de visita

Vem aí meu grande amor

Ela vem toda de brinco

Vem todo domingo

Tem cheiro de flor

 

Quem me vê, vê nem bagaço

Do que viu quem me enfrentou

Campeão do mundo

Em queda de braço

Vida veio e me levou

 

Li jornal, bula e prefácio

Que aprendi sem professor

Freqüentei palácio

Sem fazer feio

Vida veio e me levou

 

Hoje é dia de visita

Vem aí meu grande amor

Ela vem toda de brinco

Vem todo domingo

Tem cheiro de flor

 

Eu gerei dezoito filhas

Me tornei navegador

Vice-rei das ilhas da Caraíba

Vida veio e me levou

 

Fechei negócio da China

Desbravei o interior

Possuí mina de prata, jazida

Vida veio e me levou

 

Hoje é dia de visita

Vem aí meu grande amor

Hoje não deram almoço, né

Acho que o moço até

Nem me lavou

 

Acho que fui deputado

Acho que tudo acabou

Quase que

Já não me lembro de nada

Vida veio e me levou

Please reload